Opções
  • Imprimir

    Imprimir
  • Favoritar

    Favoritar
  • Compartilhar

    Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

Modernos Eternos propõe ação street em mobiliário urbano de BH

Publicado em 6/18/2019

Doze arquitetos e designers criaram bancos e cadeiras com aço da ArcelorMittal na Praça do Papa. Atividade faz parte da programação da 4ª mostra Modernos Eternos









Uma iniciativa que une arte, design e intervenção urbana, em Belo Horizonte. É o que a Modernos Eternos levará, a partir do dia 23 de junho (domingo), em sua ação de rua para um espaço público da capital mineira. Uma equipe de 12 arquitetos e designers convidados idealizaram cadeiras e bancos para a instalação na Praça do Papa. São peças funcionais e arrojadas - que utilizam diversas soluções em aço fornecidas pela ArcelorMittal - e que permitem a interatividade com o público.  A ação integra a programação da Modernos Eternos - feira de decoração que adota o conceito Mix & Match de peças vintage, antigas, contemporâneas, arte e cultura - , que será realizada entre os dias 25 de junho e 7 de julho.

Carol Horta, Cássio Gontijo, Chris Coelho, Cristina Menezes, Daniel Guimarães, Juliana Boechat, Leonardo Rotsen, Luciana Savassi, Luiz Márcio Ferreira, Marcos de Paula, Patrícia Nicácio e Rafael Medeiros são os profissionais envolvidos na ação de rua da Modernos Eternos. “As peças apresentadas visam a valorização da arte e do design na cidade e na atração e interatividade com a população no espaço público. Um detalhe é que todas as obras têm a sua proporção duplicada”, explica Josette Davis, curadora e realizadora da mostra. 

“A empresa contribui com a iniciativa de intervenção urbana que possibilita o uso das soluções em aço da ArcelorMittal de forma inusitada e criativa, demonstrando a versatilidade do aço e tornando a cidade de Belo Horizonte ainda mais charmosa”, afirma Homero Storino, diretor de Vendas Corporativas da ArcelorMittal Aços Longos. A execução e instalação do mobiliário contam com apoio da Accero e BH Dobra, empresas especializadas em projetos que utilizam o aço na arquitetura e design. 

Após a instalação do mobiliário na Praça do Papa, doze artistas plásticos irão customizar as cadeiras ou bancos no local. Alexandre Rato, Elisa Pena, Gilberto Abreu, Gilda Queiroz, Humberto Hermeto, Leonora Weismann, Marcos Esteves, Marcus Amaral, Paulo Armando, Rafael Abreu, Renan Florinda e Selma Weismmann  foram convidados para a tarefa. 

Com o fim da Modernos Eternos em julho, as peças deverão ficar em exposição, conjuntamente, em algum ponto da cidade. Em seguida, existe a possibilidade de serem destinadas a um espaço publico a ser definido pela ArcelorMittal e Modernos Eternos. 

Modernos Eternos - Criada em 2014 em São Paulo, a mostra é realizada em Belo Horizonte desde 2016. Comandada por Josette Davis e Sérgio Zobaran, está em sua quarta edição e segue apostando em eventos culturais, na preservação da história, no incentivo à arte popular e contemporânea e no melhor do design consagrado e objetos com história e valor atemporal.

O objetivo principal da Modernos Eternos é abrir espaço para os profissionais e fomentar negócios nos segmentos da arte, design, arquitetura e toda sua cadeia. Na edição de 2019, a mostra contará com 26 ambientes, equilibrando o contemporâneo e o antigo.  A casa de estilo brutalista - que recebe a feira – está localizada no bairro Mangabeiras (antigo Clube dos Caçadores) e foi projetada pelo arquiteto Marco Antônio de Pádua. A residência abrigou as duas últimas mostras. 

A ArcelorMittal apoia a ação da Modernos Eternos Street, em parceria com o Movimento Gentileza, iniciativa idealizada e coordenada pela voluntária social Ana Laender.