Sustentabilidade

Ética e compliance

Nós desejamos manter relações respeitosas de acordo com os costumes e circunstâncias locais em todas as localidades onde nós operamos, bem como assegurar que nós observamos os mais altos padrões de integridade e ética comercial em todas as nossas unidades no mundo. Nós acreditamos que os acordos comerciais devem ser baseados no mérito, que corrupção não é aceitável e que não deve haver influência inapropriada sobre funcionários públicos ou pessoas privadas.

Nós operamos em mais de 60 países, o que significa que nós lidamos com muitas culturas e muitos ambientes de negócios diferentes. Isso torna essencial que nossos Conselheiros, diretores e empregados, bem como qualquer um que aja em nosso nome, tenham clareza sobre os padrões de conduta que esperamos deles. Nós incorporamos estes princípios em nosso Código de Conduta e nossa Política Anticorrupção.

O Programa de Compliance da ArcelorMittal

Em 2007, a ArcelorMittal implementou seu programa de Compliance, o qual vem, deste então, sendo amadurecido, com a criação de novas políticas e procedimentos, a adoção de mecanismos de monitoramento e controle eficazes e o envolvimento crescente de empregados e gestores.

Todos os empregados cujas atividades são afetadas por estes temas devem ser treinados naquelas políticas a cada 3 anos. Os membros do Conselho de Administração do grupo ArcelorMittal também assinam, no momento de sua posse, uma declaração em que confirmam conhecer suas obrigações enquanto conselheiros.

Cada segmento de negócios aufere e declara trimestralmente o andamento de seus treinamentos e a existência de possíveis não conformidades encontradas em seus negócios. Todo trimestre, essas declarações são coletadas, revisadas e encaminhadas ao comitê de auditoria do Conselho de Administração do grupo ArcelorMittal. De forma complementar, nosso programa de compliance ainda é auditado por nossa auditoria interna nos diferentes países em que operamos.

A área de compliance corporativa é apoiada por uma rede de gestores de compliance em diferentes locais onde o grupo opera, os quais são responsáveis por monitorar e apoiar a implementação de nosso programa de compliance e iniciativas relacionadas.

Nossas políticas de compliance estão disponíveis para todos os empregados em uma página exclusiva na internet, em diferentes idiomas e redigidas de forma clara e acessível, medidas que asseguram que as políticas sejam consistentes, fáceis de implementar e estejam sempre atualizadas.

Código de Conduta

Nosso Código de Conduta determina o modo como fazemos negócios. Aplicável a todos os conselheiros, diretores, empregados e terceiros que agem em nosso nome, o Código destaca a importância da absoluta conformidade com a legislação e orienta os empregados sobre proteção de dados, o uso e o zelo com os bens da empresa e sobre conflitos potenciais de interesse, assegurando o relacionamento justo com clientes e fornecedores. Nós temos ainda políticas e procedimentos mais detalhados que cobrem questões específicas, tais como direitos humanos, defesa da concorrência, corrupção, uso de informações privilegiadas, sanções econômicas e proteção de dados.

Para acessar nosso Código de Conduta, clique aqui.

Para conhecer nossos Princípios de Integridade ao Código de Conduta, clique aqui.

Anticorrupção

Nossa Política Anticorrupção foi criada para assegurar que todos na ArcelorMittal observem os mais altos níveis de integridade e não se envolvam em quaisquer atividades corruptas. A política estabelece de forma clara que a Arcelormittal, bem como seus conselheiros, diretores, empregados e suas controladas, podem ser responsabilizados quando, direta ou indiretamente, se envolverem em práticas corruptas, inclusive a realização de pagamentos de facilitação. Empregados podem reportar quaisquer descumprimentos destes procedimentos por meio de nossos canais de denúncias anônimas, tanto em nível corporativo quanto em nível local.

Não obstante a ética e a integridade sejam valores universais, pode ser um grande desafio construir uma cultura de integridade que vá além da mera conformidade legal, e alguns ambientes são mais desafiadores que outros. Nos locais onde, com base nas avaliações de riscos de compliance ou nas auditorias internas realizadas, nós acreditarmos que nosso programa deva ser ainda mais rigoroso, nós desenvolvemos planos de ação para tratar estes riscos. Estes planos compreendem, entre outras atividades, a organização de eventos e workshops temáticos, desenvolvimento de campanhas de conscientização e aumento do monitoramento da conformidade.

Nós desenvolvemos uma série de procedimentos para complementar nossa Política Anticorrupção, tais como doações políticas e articulação institucional e para contribuições de caridade. Em 2013, nós introduzimos dois novos documentos: um procedimento para a oferta e recebimento de presentes e convites de entretenimento, e um procedimento de declaração de conflitos de interesses que requer que determinados grupos de empregados declarem quaisquer conflitos de interesses reais ou potenciais.

Em 2014, foi lançado o Procedimento de Auditoria Anticorrupção, cujo objetivo é conhecer e mitigar os riscos que a ArcelorMittal estaria exposta no relacionamento com nossos parceiros comerciais, especialmente aqueles que agem em nome da Empresa. A análise de riscos que determina o nível da auditoria está baseada em critérios como (i) o tempo de relacionamento com o parceiro comercial, (ii) o tipo e o tamanho da empresa, (iii) a nota do país de origem do parceiro comercial no Índice de Percepção da Corrupção publicado pela Transparência Internacional, (iv) atividade comercial do parceiro, e (v) se este interage com o Governo ou outras entidade em nome da ArcelorMittal. A prévia análise de riscos e, conforme o nível de riscos, a auditoria anticorrupção são condições para a contratação de nossos fornecedores, sendo que em todos os contratos há disposições específicas antifraude e anticorrupção, que determinam a adoção de altos padrões de integridade e esforços para o combate a práticas de corrupção nas relações comercias.

Para acessar nossa Política Anticorrupção, clique aqui.

Para acessar nosso Procedimento para Auditorias Anticorrupção, clique aqui.

Para acessar nosso Procedimento para Recebimento e Oferta de Presentes e Entretenimento, clique aqui.

Política de Direitos Humanos

Nossa Política de Direitos Humanos baseia-se na Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), a Convenção Internacional de Direitos Humanos, as principais convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT), e o Pacto Global das Nações Unidas. A política inclui compromissos com nossa força de trabalho, comunidades locais e parceiros de negócios, e cobre questões de saúde e segurança, direitos trabalhistas e direitos das populações indígenas.

A política foi desenvolvida em colaboração com organizações não governamentais, investidores e pesquisadores acadêmicos, com experiência em negócios e direitos humanos. Sua publicação, em 2010, foi seguida por uma intensa campanha de divulgação e de treinamentos – a maior do tipo que fizemos até o momento – para conscientização sobre questões de direitos humanos e assegurar nossos empregados entendessem como os direitos humanos se aplicavam em suas áreas de atuação.

A política de aplica a todos os empregados, e conta com um programa de treinamento obrigatório que deve ser refeito a cada 3 anos e está disponível online, em idiomas locais, com possibilidade de interação pessoal quando for necessário abordar algum tema em particular.

Nós integramos nossa Política de Direitos Humanos em nossas práticas diárias de governança e negócios por meio de treinamentos, eventos, avaliações, mecanismos para reclamações, auditorias e prestação de contas.

Ela está relacionada com outras políticas específica em áreas como saúde e segurança, meio ambiente e corrupção. Desde que foi lançada, nós introduzimos outras políticas mais detalhadas em áreas como uso de força e armamento por nosso pessoal de segurança.

Nós criamos uma ferramenta interna de avaliação de riscos, que permite que nossas unidades analisem sua situação na implementação do Programa de Compliance de Direitos Humanos.

Juntamente com as ferramentas de autoavaliação de nossas unidades, nós estendemos nosso programa de auditoria para cobrir aspectos de direitos humanos. Nós também avaliamos os países onde operamos como parte de nosso programa de auditoria para determinar os riscos enfrentados para nossos empregados, contratados e controladas.

Para acessar nossa Política de Direitos Humanos, clique aqui.

Proteção de Dados Pessoais

Riscos relacionados a proteção de dados pessoais não são maiores em nosso tipo de negócio do que em outros. No entanto, nós lidamos com uma grande quantidade de dados pessoais, como, por exemplo, os de nossos empregados e clientes.

No início de 2013, nós publicamos nosso Procedimento de Proteção de Dados Pessoais, o qual foi validado pelas autoridades europeias de proteção de dados, permitindo a transferência de dados para regiões fora da Europa sem a necessidade de acordos adicionais de transferências de dados.

Nosso Procedimento de Proteção de Dados se aplica a todo o grupo e é parte de nosso programa de Compliance. Nós fazemos treinamentos para os principais gerentes com responsabilidades nas áreas relevantes sob a perspectiva de proteção de dados pessoais, tais como recursos humanos e tecnologia de informação.

Para acessar nosso Procedimento de Proteção de Dados Pessoais, clique aqui.

Política Antifraude e Política sobre Denúncias

Combate a fraude é uma prioridade para o Grupo ArcelorMittal, que adota uma política de tolerância zero com atos fraudulentos ou ilegais.

No caso de um desvio de comportamento, fraude financeira ou ato de corrupção, a Empresa solicita que o fato seja relatado ao superior imediato e, em segunda instância, aos órgãos superiores, entre os quais a Diretoria e o Conselho de Administração, ou ainda à Auditoria Interna. A política da Empresa protege autores de relatos de má conduta feitos de boa-fé e não permite represálias contra eles.

Existe, ainda, um Canal de Denúncias, que foi criado com o objetivo de garantir a confidencialidade da denúncia e o anonimato do denunciante, evitando assim que relatos sobre comportamentos inadequados deixem de ser feitos em vista da possibilidade de exposição negativa e/ou represálias.

Para fazer download da Política Antifraude, clique aqui e para fazer download da Política sobre Denúncias, clique aqui.

Para encaminhar denúncias, você pode fazê-lo:

Código de Fornecimento Responsável

A ArcelorMittal requer de seus fornecedores o cumprimento de padrões mínimos relacionados a saúde e segurança, direitos humanos, ética e meio ambiente. A ArcelorMittal encoraja o trabalho conjunto com seus fornecedores para identificar e desenvolver melhorias contínuas para o desempenho de seu programa de fornecimento responsável.

Para acessar nosso Código de Fornecimento Responsável, clique aqui.

Sem inovação, não existiriam grandes cidades

  • Sem inovação, não existiriam grandes cidades

    Nosso aço contribui com a evolução da sociedade, por meio de investimentos em tecnologias e oportunidades para a construção de um amanhã ainda melhor.
    Transformação projetos em realidade.

    Isso é ArcelorMittal